15 de novembro de 2013

Biciclistas

Hoje foi uma daquelas manhãs. Eu e o Osteopata mais credenciado do país agarramos nas biclas e fomos dar uma volta logo pela fresquinha. Ponto de partida estádio do Futebol Clube de Alverca com paragem na Póvoa de Santa Iria e regresso. Sei que não é grande coisa, mas para mim é uma subida ao Everest, OK? O Armstrong também só fazia melhor porque andava movido a bonbokas.



Lá fomos nós a uma velocidade estonteante com a força motriz de um cavalo por bike. O percurso é agradável e quem não conhece a ligação que une Alverca à Póvoa pelo rio deve fazê-lo logo que lhe seja possível.



No regresso, e quando já lhe estávamos a apanhar o jeito, uma das máquinas furou só para nos obrigar a andar. Conclusão: os últimos 3 kms foram batidos a pé, com as cabras das bicicletas a rirem-se da gente.

A coisa será para repetir! Quem quiser que se junte a nós.

Sem comentários:

Enviar um comentário

A bem da nação, o teu comentário fica a aguardar moderação do Lápis Azul.