13 de agosto de 2012

Outros tempos

Lembro-me como se fosse hoje. Aquilo que eu rejubilei quando o recebi pelo Natal. Eu que era um miúdo poupado e juntara dinheiro para ele. A mesma ideia tiveram os meus pais e, creio, o meu tio:


Com a idade e a maturidade, novos objectivos surjem e então passei a juntar (ou a sonhar), para algo mais assim:


Os tempos passaram, os objectivos mudaram e hoje vejo-me a poupar ara isto:

8 de agosto de 2012

Olha-me estes gajos!


Estes gajos da canoagem devem ter a mania. A malta aqui toda contente e a afiar facas, vêm estes gajos e estragam tudo! Qualquer dia, e se todos se lembrarem de fazer uma gracinha, ainda vemos o Passos a baixar o IVA ou outra maluqueira do género!


Querem brincar com barquinhos então façam o favor de não perturbarem a ordem natural das coisas.

7 de agosto de 2012

Vocês sabem aquela...

... Do gajo que esteve privado de poder ir largando umas bujardas, de gosto altamente duvidoso? Sabem?... Pois já pertence ao passado.

O mundo volta a correr sérios riscos!