30 de maio de 2013

Defeso

Por estes dias está a terminar a época da bola. Pergunto: Quando é que termina a época deste Governo? Esta é das piores temporadas que há memória na nossa democracia. Era de aproveitar agora e despedir o timoneiro da barca e contratar sangue novo a custo zero.

Pensa nisto, Anibal.


27 de maio de 2013

O Pirómano

Numa outra vida, quando trabalhei num jornal local, herdei uma pequena coluna na página 2 dessa publicação, cujo objectivo era, qual Gil Vicente, dizer umas quantas verdades de uma forma bem disposta e mordaz, mas nunca ordinária. Gosto de pensar que a coisa me saía bem e que tinha grande aceitação dos leitores, maioritariamente assinantes. Lembro-me de receber feedback directo e indirecto sobre os conteúdos que escolhia. Como disse logo no começo, foi uma herança de um ex-colunista que assinava como Pirómano. O pseudónimo sempre me agradou e acabei por aceitá-lo como sendo efectivamente meu. Ao longo dos anos cheguei a usá-lo até para outros fins, por exemplo, para assinar comentários online de forma anónima.

Não sei sinceramente o porquê, mas hoje apeteceu-me falar disto. Nem é por saudosismo ou nostalgia. Acho que tem um pouco a ver com aquilo que a actualidade me coloca na mesa. Esteja eu a ler uma revista, a ver TV ou a fazer uma ronda pelo ciberespaço, e lá me deparo com sei lá quantos "pirómanos". No meu tempo eramos bem menos. Agora há mil e uma maneiras de atear um fogo e há pirómanos bem mais engraçados e mediáticos. Isso é bom e por causa disso vou consumindo material pirotécnico sempre que me deparo com ele. Eu mesmo, neste espaço, ateio pequenos fogos à escala minúscula de quem os lê. Entenda-se por minúsculo o veículo e não o leitor.

E para o fim guardo o momento chavão que vocês tanto gostam:
"há uma linha que separa um pirómano bem disposto, do pirómano que chama quem quer que seja de palhaço de forma gratuíta, apenas porque tem os meios"

26 de maio de 2013

Last Minute

Hoje n'O do Manel...

Nada! Rigorosamente nada! Apenas para contagem estatística.

Era isto.

20 de maio de 2013

Questão

Agora já posso dizer "nós nunca ficámos em sétimo", que eles calam-se, não é?


17 de maio de 2013

Hurra!

E porque hoje é o dia nacional da minha segunda pátria, urge a homenagem da minha primeira filha.