15 de janeiro de 2014

Carta aberta ao Jorge




Jorge,

Eu até que fico contente por teres falado em mim para substituir o Matique. A sério que fico! Sinceramente já nem contava com isso desde que preferiste o Cortez em vez de mim. Mas assim como assim há umas coisas que acho que seria útil saberes sobre mim antes de me mandares para as feras:

  1. Talvez não saibas, mas eu não falo sérvio, por conseguinte, dificilmente conseguiríamos comunicar. Eventualmente consigo usar algum portenhol para desenrascar;
  2. Já estou com 41 anos de idade. Eu sei que mesmo assim sou uma lebre ao lado do Jardel, mas honestamente correr nunca foi a minha tara;
  3. Sou (fui) Guarda-Redes. Bom, isso talvez ajude a explicar porque preferiste o Cortez para lateral esquerdo. OK, sou canhoto, mas ainda assim continuo a achar que se não sirvo para a esquerda, muito menos servirei para o meio campo;
  4. Se quiseres mesmo contar comigo sou gajo para dar uma boa reforma ao Artur. Aí já não sinto o peso da idade. Só da altura.. e da barriga. Mas prometo-te que sempre que saio grande área afora agarro as bolas.
E acho que não preciso de te dizer mais nada. Depois tu decides, mas pensa lá bem nisso, OK?

Vá. Um abraço para ti e lá para a malta toda no balneário. Pode ser que a gente se veja na sexta-feira.


Sem comentários:

Enviar um comentário

A bem da nação, o teu comentário fica a aguardar moderação do Lápis Azul.